0

Mulher filé…


O nome artístico não deixa dúvidas: Mulher Filé. A que tem carne para dar e vender. Apesar disso, Yani de Simone – o verdadeiro nome da funkeira, de 25 anos – chamou atenção de muita gente ao desfilar no carnaval deste ano com seu corpão de 70kg à mostra na Marquês de Sapucaí. O motivo de tanto falatório eram as medidas generosas e nada malhadas de Filé.
009

“Não estava nem aí se estava gorda ou não. Estava feliz da vida por causa do desfile que tinha feito, era meu aniversário, o pessoal da escola me elogiando. Aí vieram me perguntar se eu estou gorda? Eu estava cagando para isso. Estava feliz”, responde ela com sinceridade farta e uma sonora gargalhada.

Para Mulher Filé fartura é praticamente uma filosofia de vida. No corpo, no que come (“Só não como alface porque é comida de gordo. Pode reparar: todo gordo come”) e no trabalho. Cantando sozinha há sete anos, a funkeira se prepara para ampliar seus domínios. Ela está empresariando os MCs Marlon e Nine, tem uma equipe de DJs, vai montar uma balada na Zona Norte da cidade que vai acontecer todas as sextas-feiras, a Free Day, além de ter a agenda com shows marcados até junho.

“Essa coisa de terem me chamado de gorda foi ótimo. A procura pelos meus shows aumentou em 50%. Já tenho show marcado até junho. Além disso, é muito engraçado, né? Nego malhando, se matando o ano inteiro para desfilar gostosa e quem apareceu foi a gordinha aqui”, ri ela em clima de ode à fartura na churrascaria Pampa Grill, na Zona Oeste do Rio.

001_1

Tudo bem…. Quando não tem jeito de emagrecer o melhor é assumir, mesmo trabalhando com a imagem, mas 70 quilos tenho eu… com 1,58… Acho que rola um pouquinho mais… Mas tb qual é a diferença????

Achei uma foto dela bem mais magra na net…

dddd

Achei corajosa de ter saido de biquíni…

Li em

http://ego.globo.com/famosos/noticia/2014/04/mulher-file-se-assume-gordinha-e-feliz-quem-gosta-de-osso-e-cachorro.html

0

Gaby Amarantos


Gente, estou impressionada com ela… Antes praticamente discípula de Alcione, agora tá quase Beyoncé… Vejam só…

105653-participante-do-medida-certa-gaby-620x0-1

106370-pense-numa-pessoa-feliz-apos-fazer-620x0-1

1105624366-gaby-amarantos-antes-e-depois-da-dieta

fotos_carol_soares_4

gaby-2___

Vcs perceberam que até o figurino mudou??? Tá mais clean, mais básico… Mais chique… Adorei…

Preta Gil tb emagreceu mais, ( vi no Fantástico) Mas acho que o biotipo dela não favorece… Os braços são mais gordinhos e acaba tendo uma aparencia mais fortinha…

Parabéns!!!!!

0

Jaque Khury deixa o filho com a avó e vai malhar


Jaque Khury está focada em perder o peso que ganhou na gravidez. A ex-BBB postou uma imagem fazendo “selfie” e explicou para os seguidores que seu objetivo é chegar aos 58kg. Para conseguir ter essa horinha de “folga”, Jaque deixou o filho com o avó e foi malhar.
jaque_khury

fec8bce66f2211e3b1f012154752910d_8

“Sim gente, comecei de leve. Meu baby que ficou com a vovó. Estou conseguindo chegar no meu objetivo de 58kilos (altura 1.67) com muita disciplina. Só de pensar que há 2 meses atrás estava com 84kgs e agora estou com 65kgs! ! Eba eba!! Estou fazendo tudo certinho. Tudo muito top para eu emagrecer com saúde e sem perder massa magra”, escreveu na legenda da imagem postada nesta quarta-feira, 26.

http://ego.globo.com/famosos/noticia/2013/12/de-biquini-jaque-khuri-exibe-o-barrigao-de-gravida.html

0

Deborah Secco faz dieta detox e chega aos 50 quilos


deborah-secco-agn-divA balança voltou a ser generosa com Deborah Secco. A atriz emagreceu e chegou ao seu antigo peso, 50 quilos. Ou seja, os 11 quilos que ela ganhou para dar vida a uma ex-apresentadora infantil decadente no longa “A estrada do diabo”, foram eliminados.

Dessa vez a dieta de Deborah Secco foi diferenciada. A médica da atriz, a cardiologista especializada em terapia ortomolecuar, Heloísa Rocha, submeteu sua paciente ao exame que é o último grito dos consultórios dos nutricionistas, o exame Food Detective.

Através da coleta e análise do sangue, se descobre quais são os alimentos que o organismo do paciente tem intolerância e que devem ser excluídos de seu cardápio. No caso de Deborah, o exame detectou que o organismo da atriz não se dava bem com trigo, milho, aveia, leite de vaca, ovo, tomate, laranja, limão e pimentão. Todos esses alimentos foram tirados da sua dieta que a médica denomina como detox. “Com isso, ela desinchou, melhorou sua função intestinal, e melhorou o seu metabolismo. Associado a isso reajustei a dosagem do hormônio da tireoide, que estava em desajuste”, contou Heloísa Rocha.

A intolerância é diferente da alergia alimentar. Enquanto a alergia se caracteriza por uma reação momentânea e aguda, quando os sintomas ocorrem quando o organismo entra em contato com o alimento agressor, a intolerância é mais ampla. Quando o organismo é sensível a certos alimentos, o Corpo reage com dores de cabeça, depressão, fadiga, diarreias e até mesmo a obesidade. Excluir os alimentos que provocam a intolerância é a nova moda nos consultórios e custa R$ 650.

Além da dieta personalizada e idas a academia, Deborah também se submete a um tratamento estético na clínica de sua médica. Ela é bem disciplinada, frequenta a estética e realiza aparelhos como o Lipocavitação – excelente para queima de gordura e o Freeze, que além que queimar gordura localizada, melhora aspecto de flacidez. Ela está muito bem”, diz Heloísa.

Li no http://ego.globo.com/beleza/noticia/2014/03/deborah-secco-faz-dieta-detox-e-chega-aos-50-quilos.html

0

Priscila Pires mostra o rosto mais magro em foto antes e depois


Priscila Pires já está percebendo o resultado de sua rotina de treinos e dieta. A ex-BBB postou em seu Instagram um ‘antes e depois’ em que aparece bem mais magra de rosto. “É rostinho meu…você diminuiu bem nesses cinco meses! E graças a Deus, o ‘corpitcho’ também #FOCO”, disse ela.

Priscila está empenhada em recuperar a boa forma depois da gravidez de Pietro, seu segundo filho, que agora está com sete meses. Satisfeita com o resultado, ela já se arrisca em poses de biquíni.

Pirscila Pires (Foto: Instagram / Reprodução)

0

Pagando com a língua, reconheço…


Choquei meninas, choquei de verdade… Eu já escrevi aqui sobre ela… Não torcendo contra não, não sou esse tipo de pessoa, mas pelas probabilidades… Paulinha ex BBB conseguiu emagrecer 35 quilos!!!!!!

Eu tinha certeza que ela não ia conseguir… Ela sofreu demais em alguns momentos e por vezes pensei que fosse desistir… Aí ia ela e colocava outra foto no Insntagram…

Até que agora vi essa foto aqui…

Image

Fala sério!!!!

Parabens!!!!! Meus muitos parabéns!!!! Imagino a sensação… Nasceu outra mulher né? Joga fora aquela….

Image

Image

Não quero dizer que a outra era ruim…. Quero dizer que ela fez diferente… Porque não estava satisfeita… Foi difícil, mas acho que quando a gente enche o saco, paga qualquer preço pra mudar… Ela foi muito forte meninas… Merece o reconhecimento…

Se vai conseguir manter…. sei lá… Tudo é difícil, manter, emagrecer… Tudo…

Mas ela já sabe que consegue…

Image

2

Dieta pra valer


 

Hoje acordei de saco cheio… As gordiçes acabaram…. Menos os salgadinhos que não aguento mais comer… Já estava me dando azia e uma vez acordei com dor de cabeça a noite… Tipo fígado… Mas tb salgadinhos não é o meu ponto fraco…. São os doces..

 

fissura_por_doces_pode_ser_falta_nutrientes

Vida nova, segunda feira….

E dieta pra valer…

De tarde precisei sair com a bebê….

Muito difícil ir nas lojas americanas e não comprar nada… Muito difícil mesmo… Nem uma castanha de caju,…. Nem uma barra de cereais… Sou o tipo de pessoa que se comer uma barra de cereais, descamba e sai comendo tudo… Não consigo o equilibrio… Nunca consegui… Tipo quem tem problema com bebida. Exatamente igual… Melhor evitar o primeiro copo… No meu caso, O primeiro doce.

Não comprei nada… Comprei uma mamadeira pra ver se bebê bebe alguma coisa na escolinha… Ela é viciada em peito… Saí meio perdida, deveria estar orgulhosa, mas estava na dúvida se ia me arrepender e comer em casa… Não comi…

Aí fui pegar um nescafé na despensa e o que encontro?

wpid-20131119_091006.jpg

 

A cobertura dos brigadeiros de colher… Genti isso é maravilhoso… Não é daqueles confeitos prateados que não tem gosto de nada… É um cereal coberto com chocolate de verdade… Tudo bem não é dos melhores, mas é muito gostoso… e Crocante… Não comi…

Baixei um aplicativo que esta me ajudando bastante… Ele me lembra de beber água. Eu bebo agua, mas não como deveria. Tipo a cada hora… Bebo a cada 4 horas 2 copos, aí faço xixi demais…Paro de beber, aí lembro….

Com esse aplicativo bebo um copo a cada 1 hora… Como a gente se sente melhor… Mais limpa e minha pele melhorou demais… Ainda mais depois dessa foto que vi no FB. Olhem só.

download (1)

Só um detalhe…. Ela não bebeu os 84 litros seguidos tá? kkkk

 

0

Inspiração da semana. Luiza Possi


Outro dia vendo o programa da Angelica, Luiza Possi foi fazer uma receita de sei lá o que… Ela comentou que até faz terapia e que fala sobre sua compulsão alimentar…. Ela colocou uma situação. Que quando ia tomar café da manhã num hotel, olhava pra quela mesa enorme e pensava… Como vou conseguir comer tudo isso??? Tipo o que a gente sente quando vai comer no “quilo”né? Mistura sushi com strogonoff…

Com o tempo ela percebeu e passou a pensar diferente… O resultado, foram muitos quilos a menos… E claro, muito mais bonita.

luiza_possi_instagram

Admiro demais quem consegue isso…

luiza_possi

E aí eu estava no aeroporto e a vi… Pegamos o mesmo voo e não deu pra tietar… Na saída ela elogiou meu bebê e eu pedir para tirar uma foto com ela… Detalhe…. Linda, cheirosa, com cheiro de mulher rica, cabelos limpos e estrategicamente despenteados e um violão nas costas…

E a pele dela???? Arffffff… Muito linda gente!!!

Fiquei feliz…

DSC01198

PALMAS PARA LUIZA!!!!

tumblr_mjxgcyhQ6l1r41unfo1_500

0

É difícil assim…


Tenho acompanhado e emagrecimento, ou melhor a luta o MMA dessa menina tentando emagrecer… A Paulinha ex BBB.

2011042051228

 

Ela ja teve uma página no site Ego com apoio de alguns profissionais para emagrecer… Um medida certa…. Mas mesmo com todo o apoio não conseguiu…

Agora esta tentando novamente e já perdeu 20 quilos.

paulinhamagra

 

Eu acho ótimo toda a tentativa de emagrecimento, mas a que preço???

Algumas frases que tirei do site Ego..

‘Não bebo mais do que 100ml de líquido por refeição’, disse a ex-BBB, que resolveu adotar a dieta radical para emagrecer mais rápido.

Paulinha tirou uma cópia da dieta de uma amiga que havia feito a cirurgia e resolveu segui-la por conta própria.

“Tive que parar de malhar porque não teria forças para fazer os exercícios”.

Paulinha emagrece mais de 20 quilos: ‘Estou tipo viciado em reabilitação’

“Eu sonho com comida”

 “Sigo na minha dieta líquida. Para o povo que disse que eu virei neurótica, só digo uma coisa: eu tenho foco e estou decidida e não neurótica. Não estou fazendo nada sozinha ou seguindo o que vem a cabeça.

5083bbc8b73911e28a8922000a1faffc_7

 

paulinha_insta

 

Essa última foto é ela reclamando da dieta líquida…

Eu não preciso ser guru pra dizer que isso não vai dar certo… A gente sabe o quanto é difícil manter uma reeducaçao alimentar…

Se é pra passar fome, poderia logo tomar remédio e não passar tanto sufoco, já que quando parar com os remédios vai voltar toda a larica…

Isso me lembra a primeira vez que a filha de Vera Fisher emagreceu e fez o maior sucesso, mas quando pousou pra uma capa de uma revista, não pode ir na festa de lançamento porque já tinha engordado… Hoje ela emagreceu e está magra há anos…

rafaela-fisher

 

Estou aqui na torcida, mas tenho minhas dúvidas… Vamos acompanhar..

e

0

Isso sim é Inspiração!!!! Parabéns!!!!


 

Retirado do site…http://vilamamifera.com/enquantoeliasdorme/perdendo-os-kgs-acumulados-na-gravidez/

Na gravidez do Elias eu engordei 25 kg!!!!! Eu me joguei na comida durante a gestação. Meus pratos de almoço pesavam no minimo 500 gr, era muita abobora, couve, arroz, carne, batata… e ja almoçava pensado na sobremesa. Aquelas tortas de restaurante (que nunca curti) eram devoradas apos um pratão de comida! Um chocolate não bastava, tinha que comer a caixa inteira. Comia 2 pães no café da manhã, mais dois a tarde. Minha cabeça era de gordo! Minha médica falava que eu não comia por 2 e sim por 4. Com essa comilança toda eu terminei a gravidez pesando 85 kgs.

No primeiro mês eu perdi 15 kgs, sem fazer absolutamente nada, mas o restante ficou grudadim no corpo. Além de não perder (amamentei exclusivo 6 meses, não tinha babá, batia muita perna com Elias pela rua, nada disso adiantou), ainda ganhei mais 3 e fiquei um ano pesando 73 kgs. Esses quilos a mais não me incomodaram durante um bom tempo. Minha cabeça estava voltada para meu pequeno e a vaidade de ter um corpo bonito não me interessava! Na verdade eu não tinha a real noção de como estava meu corpo. Afinal minha únicas preocupações eram: atender meu filhote e dormir quando ele dormia. Até que no dia 17/10/2012 ao voltar da natação do Elias eu resolvi tirar uma foto na frente do espelho. Assustei quando vi a imagem da minha pança.

foto (4)

17/10/2012

A partir desse dia eu resolvi mudar minha vida. No outro dia coloquei o tennis, Elias no carrinho e fui caminhar na pista de corrida aqui perto de casa. Aquele monte de gente se exercitando foi inspirador. Fiz isso umas 3 vezes na semana até empolgar de vez…

Desde que Elias nasceu, ele acorda as 06 da manhã. Para me ajudar o maridão sempre ficava com ele após a mamada matinal até sair para trabalhar, que acontecia entre 08 e 09 horas, e eu dormia tranquilinha esse período. Era um ótima maneira de descansar, pois eu nunca curti acordar muito cedo! Quando resolvi me exercitar esse foi o horário escolhido (na verdade não tinha escolha, era esse ou esse!).

No dia 18/10/2012 eu comecei a mudar minha vida. Me matriculei numa academia e passei a fazer parte de um grupo de corrida. Desde então, acordo cedo, tomo café da manhã e saio de casa. 2 dias na semana eu faço academia com exercícios de força, para fortalecer os músculos e articulações e evitar lesões e outros 4 eu corro na rua! So tenho folga na segunda feira! Assim eu comecei a perder peso… Em dois meses eliminei 5 kgs, apenas com exercicios e sem dieta, ainda não dispensava uma bala, um hambruguer ou uma caixa de chocolate. .. Em janeiro empolgada pelos resultados, marquei uma consulta com o nutricionista da academia, e eu que falava que nuuuunca ia fazer dieta, comecei a minha!!! Na verdade a dieta aqui em casa funcionou como uma reeducação alimentar. Aprendi a comer aquilo que meu corpo precisa e não a minha cabeça! Já havia cortado o refri e vinha evitando alimentos prontos da minha vida, por causa do Elias (pois acredito que para ensinarmos os filhos o valor de uma alimentação saudável, devemos dar o exemplo! Não tem como falar: filho não tome refri, se você se entope do mesmo. As crianças e bebês aprendem pelo exemplo e não com blá blá blá). Sempre priorizei uma alimentação natural para o filhote e a minha e do marido só nas porcarias alimentícias!!!Com a dieta tudo mudou, minha alimentação passou a ser praticamente só de frutas, verduras, legumes, castanhas e derivados do leite como iogurtes e queijos! O único líquido que ando consumindo é água.

E com essa combinação infalível : alimentação balanceada + atividade física eu eliminei 11 kgs! Sem segredo, sem remédio, sem shakes, sem tratamentos estéticos. Apenas com muito foco, disciplina e determinação!

Olha o resultado:

IMG_4190[1]

 

A corrida e atividade física entraram de vez na nossa rotina! Digo nossa, pois marido comprou uma bike, cadeirinha para bebê e anda todo dia de manhã com Elias.

IMG_3598[1]

Enquanto eu corro, meus amores pedalam!

A corrida se tornou meu vício, não deixo de treinar nunca! Acordo sempre com a vontade de superar uma distância, uma velocidade, um objetivo…

Hoje estou correndo na casa dos 12 km. Já disputei 2 provas e em agosto quero correr a meia maratona do Rio de Janeiro (21 km).

IMG_3656[1]

IMG_3658[1]

10 km concluídos!

A vida mudou completamente, mais ânimo, mais auto estima, mais alegria, novos objetivos…

O mais importante é que essa volta ao corpo aconteceu sem pressa e desespero! Eu curti o filhote recém nascido, dei tempo para me acostumar com a nova vida, descansei muuuuito enquanto Elias dormia! Quando senti que era o momento eu corri atrás do prejuízo. É perfeitamente possível ter o corpo dos sonhos depois de ter um filho, essa história de que depois da gestação o corpo nunca mais volta a ser como antes, é a mais pura verdade, pois ele pode ficar muuuuito melhor!!! Ele só ficará pior se você estiver esperando um milagre e que tudo volte ao normal sem esforço!

Algumas fotinhas para inspirar vocês:

IMG_2206

Quem disse que braços não emagrecem???

IMG_2370

As roupas voltam a ficar bonitas no corpo!

IMG_2978

Olha como o meu rosto afinou!!!

IMG_4172[1]

Espero que com este post eu incentive as mamães a correrem atrás da auto estima que muitas vezes vai para o espaço por causa da mudança no corpo que a gravidez causa! Mas não precisamos nos acomodar, achando que não tem mais solução! Tem sim e aqui em cima está a prova de que é possível ter o corpo dos sonhos após a gestação!!! Eu empolguei a agora quero ficar sarada! Estou literalmente correndo atrás disso! Você também consegue, é só querer!!!

 

Sobre o autor

Karen Oliveira Aun

Dona de Casa, Mãe, Esposa, Artesã, Blogueira, Corredora

Mamãe do Elias, esposa do Nello, 31 anos, publicitária e designer de formação e dona de casa por vocação! Mamãe sarada e saudável e cheia de ideias boas para divertir o filhote.

www.vilamamifera/enquantoeliasdorme

karenleonidia@gmail.com

0

‘Fiz cirurgia de redução de estômago por meu filho’, diz Solange Couto


O Dia das Mães terá gostinho de saúde para Solange Couto. A atriz, que em janeiro se submeteu a uma cirurgia de redução de estômago, perdeu 26kg e pulou do manequim 54 para o 42 em dois meses. Com o procedimento, Solange, de 56 anos, retomou a agilidade e já consegue brincar e correr com o filho Benjamim,  de um ano e oito meses. “Fiz a operação pelo meu filho e por mim. Cansei de ficar escrava da dieta. Quando soube que precisaria operar a vesícula, aproveitei para reduzir o estômago também”, contou ela.

Solange reduziu cerca de 52% de seu estômago. A alta médica, no entanto, só acontece seis meses após a cirurgia. Até lá, a atriz vive uma fase de adaptação alimentar. Frituras, açúcar, farinha branca e lactose por enquanto estão proibidas em seu cardápio, onde só entram legumes, verduras, carnes brancas e pão integral. E a quantidade precisa ser mínima. “Como a quantidade de um potinho de comida de bebê, 200ml, e faço uma reeducação. Comecei comendo os alimentos com colher de café e agora substitui o talher por colher de sobremesa. Preciso mastigar a comida 16 vezes. Do contrário, corro o risco de colocar tudo para fora”.


  •  O que parece uma tortura, é prazer para Solange. Recuperar  seu manequim antigo aumentou a autoestima da atriz que quando pesava 115kg, estava com dificuldade de levantar do chão e até de fechar a fivela da sandália. “Quando comecei a ver que precisava me apoiar nos móveis para ficar de pé e que até para colocar a calcinha estava difícil, vi que era hora de dar um basta nessa gordura toda”.

Hoje, os filhos Márcio Felipe, de 39 anos, Morena Mariah, de 33, e o pequeno Benjamim têm uma mamãe repaginada. Solange jogou fora todas as roupas antigas, que não cabem mais em seu novo corpo , e adquiriu novas peças.  Até sapatos que estavam esquecidos no fundo do seu armário porque não entravam mais em seus pés inchados passaram a servir. “Voltei a usar cinto. Antes, nem tinha como fechar na minha cintura”, contou ela, que garante não sentir fome com a nova alimentação. “Antigamente eu fazia um pudim e o comia inteiro de uma só vez. Em breve voltarei a comer tudo que comia, mas em poucas quantidades. Não sinto fome porque me mantenho sempre alimentada”.

Solange Couto e seu filho (Foto: Roberto Teixeira/ EGO)A atriz perdeu 26kg (Foto: Roberto Teixeira/ EGO)

Ela quer emagrecer mais
A intenção de Solange é enxugar mais 12kg e fazer uma plástica para ajeitar a cicatriz da cesariana do filho Benjamim no abdômen. Ela também quer  retirar o excesso de pele dos seios, que sobraram após a amamentação do filho caçula. Depois disso, quer curtir ao lado do marido, o estudante de Engenharia Civil Jamerson Andrade,  o que construiu ao longo da vida.

Se durante a criação dos filhos mais velhos, Márcio e Morena, Solange precisou abdicar da convivência com eles para trabalhar, com Benjamim ela escreve outra história. “Antes tinha a preocupação e a necessidade de formar um patrimônio e por causa disso eles foram criados pelas avós e pelas babás, pois não contei com o pai deles. Agora, não. Já construí uma estabilidade financeira e  tenho o Jamerson do meu lado. Além de administrar nossa vida doméstica, ele é um superpai que cuida do Benjamim muito bem.  Posso ser simplesmente mãe, com calma, sem a pressa e a preocupação de me estruturar. Olho para trás e tenho a sensação do dever cumprido”.

Solange Couto e seu filho (Foto: Roberto Teixeira/ EGO)Mais magra, ela agora consegue acompanhar o caçula em suas brincadeiras (Foto: Roberto Teixeira/ EGO)
Solange Couto e seu filho (Foto: Roberto Teixeira/ EGO)Esse é um dos brinquedos predileto do menino (Foto: Roberto Teixeira/ EGO)
0

Diário de uma ex-gorda


Não há como emagrecer sem sacrifício. Privações de todo tipo, efeitos colaterais desagradáveis e uma extenuante maratona diária de exercícios viram parte da rotina. Mas as compensações valem tudo isso

por Fernanda Thedim | 02 de Janeiro de 2013

depoimento-fernanda-thedim-02

 

O salão do restaurante estava lotado e o único lugar vago era em um banco de madeira. Parecia confortável o suficiente para o almoço de domingo com os amigos na recém-inaugurada galeteria do Jardim Botânico. Pedidas as bebidas e os pratos de entrada, ouve-se de repente um estrondo que atraiu todos os olhares. Na minha direção. As pernas do móvel não suportaram meu peso e se partiram ao meio. O artefato ruiu como se tivesse sido implodido. E lá estava eu estatelada no chão em meio a um silêncio esmagador que tornava a situação ainda mais humilhante. Só conseguia pensar na queda das Torres Gêmeas — como se eu mesma fosse um edifício recém-desabado. Quem assistiu à cena tentava disfarçar o constrangimento enquanto outro banco era providenciado. Aos poucos, o burburinho do salão voltou e o papo engatou novamente. Gostaria de dizer que essa foi a primeira vez que passei por isso, mas não foi.
Aos 30 anos, eu estava pesando 127 quilos. Com esse peso, situações corriqueiras, como sair para um simples almoço de domingo com os amigos, podem se transformar em um filme de suspense. Tanto que eu já havia criado algumas táticas de sobrevivência. Da entrada no restaurante até a escolha da mesa, eu tinha segundos preciosos para investigar o terreno. Em instantes, encontrava o lugar mais resistente para me acomodar. Se houvesse um sofá ocupado, pedia para trocar com quem estivesse nele. Se a cadeira fosse de madeira, prestava atenção à espessura das pernas e ao tamanho dos parafusos. Se fosse de plástico, era pura adrenalina. O pânico do ridículo era constante, em todos os lugares. Não sabia se o cinto de segurança do avião ia fechar, se conseguiria passar pela catraca do ônibus sem ficar entalada. Fora as desculpas rotineiras para as vendedoras de lojas — como dizer que uma calça não vestiu bem quando na verdade ela nem passou pelo joelho. Ser obeso é muito mais difícil do que as pessoas imaginam.

depoimento-fernanda-thedim-03

 

A cirurgia de redução de estômago estava se tornando uma opção cada vez mais real. Havia, porém, uma luz no fim do túnel. Dois anos antes de o jogador Ronaldo topar o desafio de perder seus 17 quilos no Fantástico, a ideia de acompanhar a dieta de um repórter durante seis meses já havia sido lançada na reunião semanal de VEJA RIO. O assunto foi trazido à tona semanas a fio sem que ninguém se candidatasse. Revelar meu peso era uma ideia abominável. Seria como expor a minha maior fragilidade, como estar nua no meio de uma multidão. Era algo que me envergonhava profundamente, um segredo bem guardado entre mim e a balança — nem meu marido conhecia a combinação de três dígitos. Ironicamente, foi durante um almoço, programa preferido de todo gordo que se preza, que eu tomei a decisão. Uma amiga me disse sem pestanejar: “Não faz diferença quanto você pesa. Qualquer um consegue ver quanto você está gorda”. Ela estava certa. A não ser que eu vivesse enclausurada, era impossível esconder a dura realidade. Naquele mesmo dia, marquei consulta com um endocrinologista e avisei a meu editor que ele finalmente havia conseguido uma voluntária. Por mais que a ideia não me agradasse, precisava me dar essa última chance antes do bisturi.
O primeiro encontro com o médico Fabiano Serfaty, do Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia (Iede), foi semelhante a uma sessão de terapia. Durante duas horas, sem que olhasse uma vez sequer para o relógio, ele me ouviu. Relatei tudo o que pudesse ajudá-lo a entender de onde vinha a minha compulsão por comida. Contei que era uma frequentadora assídua de endocrinologistas desde muito cedo. Fui uma adolescente gordinha e sofria bullying no colégio por causa disso. Emagrecia, engordava, emagrecia, engordava. Aos 18 anos, perdi meu único irmão num acidente e o ponteiro da balança disparou até os 125 quilos. Fiz uma dieta longa e fiquei magra durante um tempo. Aí veio meu primeiro emprego. Ironia do destino, virei crítica de gastronomia. Logo eu que amava comer, cozinhar, assistir a programas de TV sobre o assunto. Durante oito anos fiz refeições nababescas sem me preocupar uma única vez com a quantidade de calorias. Era capaz de comer dois, três, quatro potinhos de manteiga com os pãezinhos do couvert na Roberta Sudbrack. Orgulhava-me da marca de quarenta pratos na mesa do chef do Le Pré Catelan. O resultado dessas orgias estava marcado na balança: tinha quase 60 quilos de massa de gordura — o máximo para minha altura, 1,75 metro, seriam 21 quilos — e meu IMC era de 41,9, o que me qualificava como obesa mórbida de nível 3.

 

Leia mais: endocrinologisra Fabiano Serfaty responde 15 perguntas sobre dietas, perda de peso e efeito sanfona

 

Leia mais: conheça a dieta da proteína prescrita para a repórter e ainda receitas saborosas com os alimentos permitidos

 

Fui submetida a uma bateria de exames e, por algum milagre genético, minhas taxas se encontravam dentro dos limites. Estava apta a encarar a rígida dieta da proteína (uma versão do bem, com legumes e verduras, do método criado nos anos 60 pelo cardiologista americano Robert Atkins). Meu pãozinho francês com manteiga, o arroz com feijão do almoço e aquele risoto no fim de semana com uma tacinha de vinho estavam proibidos pelos próximos meses. Em compensação, poderia me fartar com ovos, carnes, frios e queijos. De preferência, os magros. “Quando reduzimos a ingestão de carboidratos, o corpo vai buscar energia na gordura estocada nas células em forma de triglicerídeos”, Serfaty me explicou. A boa notícia ainda estava por vir. “Você vai sentir que as regiões com mais acúmulo de gordura serão as primeiras a secar.” Criamos um calendário de metas, revistas em consultas semanais, que foram fundamentais para me manter concentrada no projeto. Os primeiros dias, porém, não foram fáceis. Um mau humor súbito tomou conta de mim, acompanhado por uma dor de cabeça incontrolável. No segundo e no terceiro dias, idem. As coisas só começaram a melhorar do quarto em diante. Finalmente meu corpo começou a entender que sobreviveria e meu humor se restabeleceu. Foram-se 10 quilos nos primeiros trinta dias. Mais 7 no segundo mês. Mesmo com tantas restrições à mesa, ainda estava animada a persistir depois dos primeiros resultados. Da mesma forma que comer vicia, emagrecer também.
Como não existe milagre para perder peso, além da dieta cumpri uma rígida agenda de atividades físicas sob a orientação do preparador físico Dudu Netto, diretor técnico da Body Tech e um dos maiores especialistas em educação física do Brasil. Em nossa primeira aula, ele me disse: “Se você é daquelas pessoas que esperam acordar com a maior disposição para levar uma vida ativa, infelizmente não tenho boas notícias: esse dia nunca vai chegar”. Como assim? E toda aquela gente linda e sarada que eu encontrava na academia logo cedo? Ele fez uma analogia que tinha todo o sentido. “Qualquer criança enrola até o último minuto para escovar os dentes e tomar banho. Nessa época, são tarefas que exigem esforço. Já na vida adulta, elas são incorporadas naturalmente. Com a atividade física, acontece a mesma coisa. Praticar exercício é uma questão de hábito. Depois que você o incorpora à sua vida, ele deixa de ser tão sacrificante.” De fato, no início do processo o mais difícil não eram os exercícios, mas tomar a iniciativa de acordar cedo, me vestir e sair de casa. Quando o despertador tocava às 5h30, eu pensava em aceitar a obesidade como condenação perpétua e desistir de tudo. Não foram poucas as vezes em que isso aconteceu. No entanto, a nova rotina matinal estava me deixando mais disposta, bem-humorada e com mais energia para as atividades do trabalho e de casa. Meu dia passou a render.

 

Leia mais: personal trainer Dudu Netto responde 15 perguntas sobre exercícios, emagrecimento e ganho de massa muscular
Como em toda guerra, não existe vitória sem sacrifícios. Para perder 45 quilos em sete meses, é preciso fazer muitos deles. A todo instante fui submetida às mais diferentes provações. Nem sempre resisti. O problema é que, depois dos salgadinhos e brigadeiros roubados às escondidas na festinha de 2 anos do meu filho e de uma promoção completa do McDonald’s, com direito a refrigerante e batata grande, eu me sentia um fracasso absoluto — um fracasso extralarge, digamos assim. Esse autoflagelo teve efeito positivo: fez com que os deslizes acontecessem cada vez menos. Mas para cumprir as restrições alimentares não teve jeito. Tive de me afastar durante um bom tempo dos maravilhosos almoços e jantares para os quais me convidaram, evitei o barzinho depois do expediente com os colegas de trabalho e saía de cena na hora da sobremesa. Pedia licença e dizia que precisava fazer uma ligação. Em casa, usava toda a minha criatividade para fugir da mesmice da omelete de queijo e do bife com salada, sempre seguidos por gelatina diet. No entanto, estava com receio de que essa overdose de proteína fosse ter impacto em meus exames finais. Foi uma agradável surpresa abrir o envelope com o resultado. Meus triglicerídeos estavam em 80 mg/dl e o colesterol em 176 mg/dl, quando os índices limítrofes são de 200 mg/dl e 239 mg/dl, respectivamente, derrubando a tese de que a dieta da proteína faz, necessariamente, mal à saúde.
Como todo gordo que já foi magro um dia, eu tinha um guarda-roupa inteiro de peças que não cabiam em mim fazia anos. Há algumas semanas, eu me enchi de confiança e abri esse armário esquecido, quase pré-histórico. Como eu não via aquelas peças havia muito tempo, foi como vasculhar vestígios de uma antiga civilização. Deparei com grandes achados, como uma calça jeans tamanho 42. Ela estava lá, me encarando, desafiadora. Éramos só nós duas. Eu me senti em um duelo digno dos westerns de John Ford e Sergio Leone. Ufa, passou pelo joelho. Já era uma vitória. Decidi ir além. Puxei um pouco aqui, um pouco ali e ela subiu até os quadris. Deitei na cama, prendi a respiração, encolhi a barriga e consegui fechar o primeiro botão. E o segundo. E o terceiro. Confesso: ela não entrou com facilidade, não mesmo. Mas entrou. Em mais algum tempo, ficará perfeita novamente. O elogio mais frequente que ouvi desde que comecei a engordar foi: “Você tem um rosto tão bonito!”. Longe de me agradar, isso sempre me soava como uma lembrança de que só meu rosto se salvava. Minha silhueta não era elogiável. Quando me olho no espelho agora, fico feliz com o que vejo. E, quando entro em um restaurante, não preciso mais me preocupar com a cadeira em que vou sentar. Nem com o cinto de segurança do avião, ou com a catraca do ônibus. Joguei fora todo o meu armário. Minha coleção de maiôs inclusive. Vou à praia de biquíni neste verão. Ano novo, corpo novo e, principalmente, vida nova.

 

vi na  http://vejario.abril.com.br/edicao-da-semana/diario-dieta-verao-reporter-veja-rio-fernanda-thedim-729878.shtml

0

Inchaço no parto…



Meninas, como se não bastasse o inchaço normal do final da gravidez, eu quase explodi algumas horas depois do parto… Olhem só…

Aqui eu estou indo pra maternidade… Tipo 6:30 da manha… Toda bonitinha e maquiada com rímel a prova dágua…

IMG00142-20121116-0606

Meu parto foi cesárea e eu demorei muito pra mexer as pernas depois…. Alem disso tive muito enjoo com vômitos… NÃO FOI GOSTOSO NÃO… CORPO ADORMECIDO, VOMITANDO SEM PODER ME MEXER COM A CABEÇINHA PRO LADO E MORRENDO DE MEDO DOS PONTOS ESTOURAREM… tOMEI VÁRIOS DRAMINS…

E AQUI NO AUGE DO INCHAÇO… OLHEM O MEU ROSTO.. Minha pequena mega gordinha…

20189_2523528864035_1934968353_n

E não parou por aí… Minha médica disse que meu inchaço ia durar 15 dias… ( não acreditei…)

A cada dia que passava, meus pés ficavam maiores… O tornozelo ficou do tamanho do joelho, juro… Achei que fosse perder as pernas, e com esse calor… mas passou… Hoje admiro meus tornozelos praticamente cambitos, perto do que eram… Ontem usei uma sapatilha que não usava há meses… adorei… E já voltei a usar aliança…IMG02900

 

Passado o parto, já perdi 13 quilos sem fazer dieta, mas tb sem comer demais, ( tirando os biscoitos de limão). Daqui há dois dias faz 1 mês que minha vida mudou… Ainda não voltei ao ritmo como gostaria no quesito alimentaçao, mas já dei o primeiro passo… marido foi ontem no mercado e trouxe alimentos saudáveis pra mim!!!!

 

0

‘Mais difícil foi mudar a mente’, avalia jovem do PR depois de eliminar 27 kg


Ter consciência da alimentação e não resistir às tentações do dia a dia não é uma tarefa fácil, mas é essencial para quem quer perder peso e levar uma vida saudável. Para a carioca Joyce Ribeiro, de 28 anos, aprender a pensar dessa maneira foi a maior dificuldade na tentativa de emagrecer.

“Foi muito difícil não pensar mais como gordinha. Tive que mudar a mentalidade e pensar como magra, ou seja, comer para matar a fome e não mais por gula”, lembra a jovem, que atualmente mora em Curitiba, no Paraná. Foi com esse novo pensamento que ela saiu dos 85 kg para os 58 kg, 27 kg a menos na balança.

O excesso de peso veio nos últimos 5 anos, depois que Joyce saiu do Rio de Janeiro, mudou-se para Curitiba e engravidou. “No fim de 2011, fui procurar um médico porque queria fazer uma cirurgia de redução dos seios e ele me perguntou por que eu ia gastar tanto dinheiro com aquilo se eu tinha tanta gordura sobrando”, lembra.

A jovem, que já tinha ouvido de outras pessoas que estava gordinha, se incomodou mais especialmente com a palavra do médico e usou aquilo como um incentivo para começar a mudança no estilo de vida. “Eu tinha uma imagem distorcida de mim, me acostumei com o excesso de peso. Precisei ouvir de outra pessoa para perceber que eu não estava feliz com o que via no espelho”, avalia.

Após o fim do ano, em janeiro de 2012, ela procurou um nutricionista. “Não queria tomar remédios porque sabia que engordaria de novo depois. A minha ideia era chegar no meu peso ideal com mudança de hábitos para conseguir manter”, lembra Joyce. O nutricionista então montou uma dieta de 1.400 calorias diárias e estipulou um prazo de 6 meses para o resultado.

 

 

 

li no:http://g1.globo.com/bemestar/VC-no-Bem-Estar/noticia/2012/10/mais-dificil-foi-mudar-mente-avalia-jovem-do-pr-depois-de-eliminar-27-kg.html

 

0

Priscila ex BBB voltando a forma…


Priscila Pires continua firme na retomada pelo seu corpo de antes da gravidez do filho Gabriel. Nesta sexta-feira, 5, ela postou foto em seu Twitter e no Facebook para provar que está tudo caminhando como ela deseja.

“Resolvi tirar uma foto agora para dizer o quanto estou feliz…Pois estou quase lá…no meu corpo normal…mas passo 1.000 vezes tudo de novo pelo filho que hoje eu tenho…sou a mulher mais completa que existe”, disse ela na legenda da imagem abaixo.

“Coloquei biquíni azul para fazer uma homenagem ao meu filho! Estou muito feliz. Quero mais uns dois”, disse ela sobre os planos de aumentar a família.

Quantos quilos você já emagreceu?
Vou te dizer que não faço ideia. Vou pelas medidas…usei 42 para 44 na gestação, e hoje já estou nos meus 38, 40, e graças ao meu nutrólogo, Danny Cesar, que preparou toda uma alimentação e complementação, e ao meu amado personal Baiano, que me tortura todos os dias, estou voltando para o meu corpo sem ficar louca e obcecada. E melhor: estou emagrecendo e sendo mãe. Levo meu filho para todos os lugares. Ele é o máximo.

Quantos ainda quer emagrecer?
Não quero mais ser gostosona e sim magra…Acho mais elegante. E cansei também de ter bundão, coxão…quero ser eu:Priscila Pires.

Está sendo difícil retomar o corpo de antes ou está fazendo tudo com calma?
Está sendo difícil e também estou fazendo com calma…mas juro que queria saber a receita da Claudinha Leitte (Risos). Podia estar me intoxicando de remédios para emagrecer, passando fome, como muitas por ai, mas decidi ser feliz. E acertei.

Você tem um prazo para retomar o físico de antes?Como ficam essas encucações de corpo para uma mulher como você, que sempre foi sensual?
Tenho sim, claro…mas também quero ser mãe. Ano que vem já engravido de novo, então, depois que eu tiver todos os meus filhos, ai sim, eu fico louca, tomo remédio,faço plásticas, passo fome…(Risos), mas antes disso, vou com calma e sendo feliz.

Bateu insegurança alguma vez?
Insegurança não, pois sou leonina arretada. Mas claro que o espelho está de “marra” comigo. Mas em breve estaremos amigos novamente (risos).

E o maridão, o que diz?
Meu marido é o melhor! Ele só me elogia, sabe aquele que te acorda para dizer o quanto você é linda? Pois é! Ele é assim! Eu me sinto a mais linda com ele. Ele está sendo um marido perfeito e um pai espetacular. Só tenho o que. Agradecer!


Mulher Elástica comenta: Não deve estar sendo fácil porque como podemos ver nas fotos, rola uma genética engordativa ali…Podemos perceber pelas fotos dela grávida… e admiro muito…. Sem muita pressa, como deve ser…  Parabéns!!!! O fato dela ter tendência a engordar não quer dizer que ela não consiga manter sua forma… Conheço várias pessoas que se relaxar ficam obesas e nem por isso se tornam obesas…

Li no http://ego.globo.com/famosos/noticia/2012/10/pri-pires-posta-foto-e-diz-que-ja-esta-quase-de-volta-ao-seu-corpo-normal.html